quarta-feira, 27 de março de 2013

Uma certa vontade de mudar...

Você já sentiu a necessidade de mudar? 

Mudar de lugar, ir para bem longe. Respirar outros ares, conhecer coisas diferentes, ver a composição de cores e formas em uma nova paisagem. Sem as preocupações da rotina diária, da vida agitada... Só você e seus pensamentos, se tornando parte do cenário. 






Mudar algo em si. Soltar o cabelo, colocar um óculos escuro, vestir uma jaqueta de couro. Ser uma versão diferente do que você geralmente é. Desestressar. Fazer algo sem pressa, colocando toda a sua atenção naquilo. Se cuidar, tirar tempo para coisas que te façam feliz. Pesquisar sobre um assunto inteiramente desconhecido por você. Fazer algo que não deveria, somente pela sensação do proibido. 

























Mudar a forma de se relacionar com as pessoas. Conhecer gente nova, descobrir suas histórias e segredos. Ou conhecer novamente seus amigos antigos. Você sabe o segundo nome deles? Onde eles nasceram? O que deixa eles triste? Os filmes que mais gostam? Sair das garras do individualismo presentes na vida moderna e abrir espaço para ouvir histórias, fazer leituras faciais, encontrar nuances.




Mudar as atitudes, desensaiar a vida. Pegar um livro novo e sentir o cheiro, sentir a textura da capa, das folhas.  Beber um chocolate quente enquanto vê o movimento da rua. Sair andando sem rumo, ligar para alguém que há muito tempo não conversava. Vestir a roupa do avesso. Tomar café da manhã com a família, com amigos, com o gato da vizinha. Dar bom dia para desconhecidos, trocar o jornal de todos os dias por uma revista. Ler placas de rua, comércios, ônibus, como se tivesse descobrindo o mundo. Sentir o sol na pele e o vento bagunçando o cabelo. Gritar para o nada, sem ter medo da reação alheia.

























Mudar a forma de encarar a vida. Errar e aprender com os erros. Procurar novas rotas, novos jeitos para realizar antigas tarefas. Pensar no improvável, flertar com o impossível. Aceitar que existem momentos ruins, mas que podemos tirar boas lições. Se aventurar a descobrir o que existe de melhor em si mesmo e tirar todo o proveito possível disso. Se amar. 


O medo de mudar existe? Mas é claro! Ficamos presos a coisas repetitivas, seguras, que sabemos que o resultado será positivo. As vezes, parecemos robôs, presos aos mesmos estilos, pensamentos, ações e opiniões. Sem variáveis. 

Quer fazer diferente? Mude. 

Ps. A primeira foto foi tirada pela Francine Felisberto, uma brasileira que mudou para os Estados Unidos. Ela mora no Hawaii e, pelo jeito, achou que a vida lá é tão legal que nem pensa mais em voltar! rs 

2 comentários:

  1. Ooii amei o teu blog.
    Primeira vez aqui e estou te seguindo.

    Aparece lah no meu tbm: http://espezimaupair.blogspot.com

    ResponderExcluir