segunda-feira, 26 de março de 2012

#MusicMonday

Olá leitores!

A musica de hoje é:

Charice - One Day

Esta é uma música que me anima a continuar no caminho e conquistar meus sonhos. Espero que gostem dela tanto quanto eu!

Até a próxima!

segunda-feira, 19 de março de 2012

#MusicMonday

Olá leitores!

Twitter na veia, vamos ao #MusicMonday?


Calor define né?! Está acabando o verão, mas o calor não foi embora até agora! Ainda bem! Então aqui está uma música que eu gosto sobre esse clima maravilhoso (que alguns insistem em dizer que é "dos infernos")!
Os homens vão pirar pq ela é gata, as mulheres vão pirar e querer ser como ela. Win-Win.

Até a próxima!

quinta-feira, 15 de março de 2012

O que sentirei falta da terra do Tio Sam… (Parte 2)

Escrito há três semanas atrás:


Sem respirar muito pra não chorar, lá vai! (Não está em ordem de importância)


- Da programação da tv americana, como o Ellen DeGeneres Show (o programa de auditório mais genial que existe!) e o Rachael Ray. Programas como Say Yes to the Dress e episódios fresquinhos de seriados. Até as novelas americanas, que são extremamente estranhas vão deixar saudade…


- Do meu doce vício por Iced Tea e Pink Lemonade;


- Do hot panini do Panera Bread, do frapuccino de Strawberry and Creme do Starbucks, do ravioli de Pomodoro do Olive Garden;


- Da academia supimpa daqui (American Family Fitness) , com todos seus vários aparelhos, esteiras com canais de clipes, aulas de dança, piscinas, shakes gordos (Peanut Butter Cup, Piña Colada e Smoothie de Morango) e gatinhos malhando;


- Das lojas de fast fashion com preços de banana;


- De comer artichokes, corn bites e Honey Bunches;


- De achar leite de soja (bom), leite de coco, leite de amêndoas e queijo de arroz;


- Das comidas mega saudáveis da minha tia;


- Secadora e máquina de lavar roupa;


- Casa aquecida no inverno;


- Lareira e pula-pula;


- Praticidade;


- Paisagens de Richmond;


- De ouvir pessoas falando em inglês.

_____


Gente realmente não é fácil ficar sem tudo isso, fico sentindo muita falta. Porém, foi! Passou! Tenho que começar a aproveitar o que eu tenho aqui, não dá pra ficar presa ao passado. E bola pra frente!


Até a próxima!


segunda-feira, 12 de março de 2012

O que sentirei falta da terra do Tio Sam…

Este post foi feito nos meus últimos dias em Richmond, três semanas atrás:

Olá leitores!


Vocês vão ler esse post somente quando eu já estiver no Brasil. Porque se eu postar antes, vai estragar a surpresa que farei para os meus amigos. E também agora vocês sabem que eu estou no Brasil (dã?!) e que eu não estou mais morando em terras estrangeiras (dããã?!).


Não vou me explicar por que voltei, porque sinto que não devo satisfação a ninguém… Podem achar que estou sendo jerk, mas se eu for contar, certeza que uns vão me julgar, outros vão tirar conclusões baseadas no desconhecimento da causa (ultimamente estou tomando cuidado pra não cometer esse erro em outras situações), outros vão achar que estou mentindo e que na verdade eu não agüentei trabalhar pesado e que sou "filhinha de papai". Já cansei de ouvir isso. WHAT-ever.


Na verdade, apesar do meu post choroso, eu estou curtindo mais meu trabalho. Talvez seja porque eu estou cobrindo as férias da minha patroa, ou seja, tenho que cuidar das duas casas sozinha. Ou seja, faço meu trabalho sem que ngn fique me enchendo o saco! Não é que eu não goste da minha chefe, eu gosto dela, mas a questão é que é bem melhor trabalhar sozinha… Eu estou pegando tudo isso como uma diversão! Coloco minha musica alta, ou assisto Say Yes to the Dress enquanto dobro roupas e arrumo os quartos e, sabe, o trabalho flui. E com qualidade, meu bem! No final do dia, aquela casa está "um brinco" e as pessoas podem comer no chão de tão limpo que eu deixo tudo!


E vou sentir saudade de uma infinidade de coisas! Primeiramente, de certas pessoas:


- Da minha tia Lucia, que foi a pessoa mais maravilhosa daqui. Foi paciente em me levar e trazer do trabalho por quatro meses. Foi uma fofa em arrumar a sala dela de forma que tivesse uma cama pra mim, um closet e privacidade. Assistiu comigo novamente toda série do Love Comes Softly e chorou em todos eles. Ela fez do meu Thanksgiving o terceiro feriado preferido, só porque tivemos um dia bem girlie. Ela me convenceu a fazer coisas que, se eu não fizesse, CERTEZA que eu iria me arrepender! Como andar de cavalo sem sela (estava com medo de ir e, literalmente, cair do cavalo) e ir no ofurô outdoor do SnowShoe. Mas o mais importante: ela me ensinou muitas coisas! E isso eu nunca vou poder pagá-la, porque não tem preço! Só me resta dizer "Thanks for everything!".


- Do meu primo Denyson, aquele que além de primo, foi um "bródi". Ele agüentou assistir comigo 4 horas de Lord of the Rings (acompanhado com pizza), me emprestou a coleção dele de Percy Jackson pra eu ler, me convidou para N saídas com os amigos deles. Teve umas duas vezes que ele dobrou a minha roupa que eu tinha deixado na secadora e, quando eu cheguei, estavam lá em cima da minha cama, todas arrumadinhas! E como um certo tipo de pagamento, eu contrabandeava gummy bears e chocolate pra ele quando eu ia no supermercado. Céus, como vou sentir falta dele!


- Do Silvano e sua paciência infinita para com a minha pessoa! Também foi um anjo em me levar mais de uma vez pro trabalho! E era meu parceiro de academia (ele é um rato de gym!), de shakes gordos e de hot tub. Um cozinheiro de mão cheia!


- Do Gu e suas sinceridade! Foi o único que teve coragem de dizer pra mim: "E-vê, você está gorda, porque não emagrece?" hahaahaha Continue assim, my food, que eu vou te levar pro fundo do mar! #piadainterna


- Da minha amiga Erni. Que me levou ao brechó e nas lojas pra comprar roupa. Que dormiu comigo na mesma cama uns pares de vezes. Que passou o reveillon comigo falando bobagens. Que contava histórias de amor pra mim. Que aprendeu a esquiar na mesma ocasião que eu, que pagou Olive Garden, que comprou rosas pra mim… Uma mulher inacreditável! Vou sentir saudades cachinhos dourados!


- Da Taty e do Fabinho, pelas vezes que quebraram meu galho me dando carona até a RA e por me deixarem segurar o Andrézinho, aquela DE-LÍ-CIA de bebê!


- Da minha chefe Cristina e de todas as vezes que ela achava que eu estava com fome e queria porque queria pagar um lanche pra mim.


- Da Joyce (e da Giovanna), da Helena (e do Joseph), da Deisy (e das filhas dela Bella e Cristy), da Vicky (e do Daniel e da Emma), do Keith (o orientador do Youth Group da Patterson), da pastora Terezinha (convivi pouco, mas ela sempre foi querida comigo) e de mais uns candangos aí que fizeram minha estadia em Richcity ser mais gostosa!


Prometo que a continuação desse post, a parte 2, será menos choroso… Mas é que essas homenagens eu não poderia deixar de fazer…


Até a próxima!